O Benzina, na Vila Madalena, chama atenção pelos drinks a partir de R$ 18 e pelos petiscos a R$ 15. E tem ainda um gelo que no Instagram...

December 4, 2017

 

 Por que ir:  instalado no casarão na Vila Madalena que era ocupado pelo pub The Orleans, a bar Benzina repete a mesma fórmula do Bullguer, dos mesmos donos. O que isso significa? Cardápios sem grandes invencionices e preços camaradas.

 

Para o Bullguer deu mais do que certo: com pouco mais de dois anos de vida, a hamburgueria já é uma rede com oito unidades. Que almeja terminar 2018 com outras doze em atividade.

 

Mas o assunto aqui é o Benzina. Os drinks, que custam a partir de R$ 18, são preparados pelo bartender Gabriel Santana. Alguns deles levam um belo gelo carimbado com o nome do bar que parece ter sido pensado para viralizar no Instagram.

 

O casarão tem paredes descascadas, peças de decoração rústicas, mezanino, mesa de sinuca e balcão que muda de cor.

 

As comidas são servidas em embalagens descartáveis e precisam ser retiradas pela clientela na cozinha. Um dispositivo avisa quando elas estão prontas.

 

 

 Ideal para:  primeiro encontro - comemorar aniversário - grupos de amigos - bater papo com um amigo - conhecer gente nova - ir sozinho

 

 

 Leia também:

 

 Brewsil: mais uma cervejaria artesanal em Botafogo 

 

 Já tomou gim-tônica direto de uma chopeira? 

 

 Cór Gastronomia pode mudar sua concepção de churrasco  

 

 

 Dica:  dá para beber na rua e fazer os pedidos pelas janelas. Por falar nisso, o Benzina funciona com comandas individuais pré-pagas, recarregáveis no caixa ou vinculáveis a um cartão de crédito. Boa estratégia para evitar filas no caixa.

 

 Fotos: Lucas Terribili/divulgação

 

 Melhores entradas:  manjubinha chips, uma versão abrasileirada do fish and chips. Consistem em peixes inteiros empanados em cerveja + chips de tubérculos, que mudam todo mês (R$ 15).

 

 Melhores pratos:  nosso sanduíche preferido é o que é feito com peito de Black Angus defumado, molho barbecue e picles no pão caco da Padaria da Esquina, do chef português Vitor Sobral (R$ 22). O cachorro quente alemão é montado no pão de leite com salsicha artesanal de vitelo e mostarda temperada (R$ 22).

 

 O que beber:  dos drinks criados pelo bartender Gabriel Santana, opte pelo pepperista, união de gin Tanqueray, pimentão vermelho, licor de pêssego e xarope de baunilha (R$18), e pelo sweet green, feito com gin Tanqueray, flor de sabugueiro, limão siciliano, pepino e manjericão (R$ 25). Para quem é fã de negroni vale apostar no que fica armazenado em um barril e está sendo infusionado com caqui desidratado e servido com flor de amaranto (R$ 18). 

 

 Para pagar menos:  vá nos cocktails clássicos, como aperol spritz, bloody mary, manhattan e pisco sour, todos vendidos a R$ 18. O chope Heineken de 330 mls sai a R$ 8. Ah, a taxa de serviço não é cobrada.

 

 Sobremesa que vale as calorias:  vá no crème brulée de framboesa e hibisco (R$ 15) ou no banana pudding, um pavê que leva creme, pão de ló, banana caramelizada e chocolate em pó (R$ 15).

 

 

 Onde fica:  Rua Girassol, 396, Vila Madalena, São Paulo.

 

 Horário de funcionamento:  terça a sábado 18h/2h.

 

 Site e telefone:  facebook.com/benzina.bar (11) 3031-2008 / 3034-1991.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 All rights reserved

  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS E FIQUE A PAR DE TUDO MAIS FACILMENTE!