Esqueça as receitas do México, Itália e Brasil: o colorido Obá, no Jardim Paulista, agora é um restaurante de comida tailandesa

 

 Por que ir:  aberto em 2005, o colorido Obá sempre foi associado à culinária do México, embora também servisse receitas italianas e brasileiras. Com a saída do mexicano Hugo Delgado da sociedade, que passou para as mãos do restaurateur Milton Freitas, dono da Antonietta Cucina e do izakaya Taka Daru, entre outros empreendimentos, o endereço no Jardim Paulista teve seu DNA alterado. Agora é um restaurante de comida tailandesa, que antes dividia as atenções com as outras culinárias. No comando da cozinha está o chef Mauricio Santi, que morou por cinco anos na Tailândia e talvez seja o único ali que saiba pronunciar o nome dos pratos. Prepare-se para uma viagem ao país asiático por meio do paladar.

 

 Ideal para:  grupos de amigos - levar os pais - bater papo com um amigo - levar crianças

 

 

 Leia também:

 

 Conheça nosso guia de comida vegana, no Rio e São Paulo 

 

 Campeão do MasterChef, Leo Young assume o Tatá Sushi, no Itaim 

 

 Emiliano, em São Paulo, surpreende com novo menu 

 

 

 Dica:  explore a boa carta de vinhos, que fazem ótima companhia para os pratos tailandeses. 

Fotos: Henrique Peron/divulgação

 Melhores entradas:  aprovamos os croquetes de carne de porco empanados em arroz tostado (R$ 26); a salada de ovo frito com ervas, molho agridoce e paçoca de carne (R$ 20, foto); as bochechas de porco grelhadas, acompanhadas de molho de tamarindo, açúcar de palmeira e limão (R$ 24); e as tulipas de frango frito com alho (R$ 24). Todas as entradas, assim como a maioria dos pratos, são ideais para dividir entre duas ou mais pessoas.

 

 Melhores pratos:  vale a pena provar o arroz frito de curry verde com frango (R$ 56), que leva o impronunciável nome de Khao Pad Geng Kiaw Wan Gai, e a costela bovina braseada com ervas frescas, pimenta e molho cítrico (R$ 69). Entre os noodles, indicados só para uma pessoa, destaca-se o que leva macarrão de arroz, camarão, tofu, cebola roxa, amendoim, moyashi, nirá, pimenta e limão (R$ 65).

 

 O que beber:  o dark ‘n’ storm é um dos novos drinks que agradam. Combina rum infusionado com especiarias tailandesas, ginger beer, limão e bitter (R$ 29). Já bloody nahm jim vem a ser uma versão do bloody mary com suco de tomate, vodka, suco de limão e molho de peixe temperado (R$ 29).

 

 Sobremesas que valem as calorias recomenda-se o dumpling de cocada tailandesa, que chega à mesa numa sopa quente de leite de coco (R$ 28), e a banana caramelada em açúcar de palmeira com sorvete de coco (R$ 18). O Khanom Pan Khao Niau Mamuang Aithim não poderia passar sem registro. Trata-se da união de arroz doce com sorvete de manga dentro de um desnecessário pão de hot dog (R$ 18).

 

 Para pagar menos:  vá provar o menu-executivo. Por R$ 51, inclui entrada, prato principal e sobremesa. E há pratos-feitos diferentes a cada dia. Na quarta, por exemplo, dá para matar a saudade da feijoada que foi limada do cardápio (R$ 32).

 Onde fica:  Rua Dr. Melo Alves, 205, Jardim Paulista, São Paulo.

 

 Horário de funcionamento:  segunda a quinta 12h/16h e 19h/0h; sexta 12h/16h e 19h/1h; sábado 12h/1h; domingo 12h/0h.

 

 Site e telefone:  facebook.com/restaurante.oba (11) 3086-4774.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 All rights reserved

  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS E FIQUE A PAR DE TUDO MAIS FACILMENTE!