A Hospedaria, na Mooca, convida a clientela a apreciar as receitas italianas dos imigrantes que apor


Por que ir: hoje alçada a bairro gastronômico badalado, a Mooca deve boa parte dessa fama à Hospedaria. Bem em frente à Di Cunto, o elegante restaurante ocupa um galpão decorado com luminárias resgatadas de fábricas e estações de trem do começo do século passado, tem paredes de concreto aparente e uma grande mesa alta comunitária.

O grande atrativo é o fogão a lenha, no qual o chef Fellipe Zanuto, também responsável pela Pizza da Mooca e pela padaria Da Mooca Meu, prepara a maioria das receitas. Todas são baseadas no que comiam os imigrantes italianos que aportaram na Mooca no início do século passado. A Hospedaria, portanto, não é só um convite para conhecer o bairro na Zona Leste, mas para viajar no tempo por meio do paladar.

ideal para: primeiro encontro - casais - grupos de amigos - bater papo com um amigo - levar os pais - levar amigo gringo

Leia também:

Câmara Fria aposta em chopps da Wäls, pizza da Brás e coxinha do Original

Cinco razões para gastar no bar Frank sem culpa

Rooftop Seen é o bar com a melhor vista de SP?

Dica: o cardápio também lista opções para um lanche rápido como pão com tomate assado, creme de queijo e agrião (R$ 26) e torta de frango confitado com catupiry e molho cremoso com legumes orgânicos (R$ 38).

Fotos: divulgação

Melhores entradas: a bruschetta é feita com pão assado na lenha - e na hora - com picles de tomate, tomate confit, tomate tostado, tomate cru, óleo de alho e manjericão (R$ 36). O tutano é assado na lenha e chega à mesa com polenta grelhada e saladinha de cítricos (R$ 32).

Melhores pratos: tostada na lenha, a bolonhesa consiste numa massa fresca feita na casa com molho de tomate, carne de porco, carne bovina e fonduta de queijo meia cura (R$ 47). A milanesa de coxão mole de gado Angus vem acompanhada de salada de batata com maionese caseira e agrião (R$ 44). O bife a cavalo é feito com fraldinha de Angus grelhada, purê de batata cremoso, cavolo nero caramelizado, cebola confit, demi glace e gema curada (R$ 74).

O que beber: a carta de vinhos inclui bons rótulos nacionais como o cabernet sauvignon Rastros do Pampa (R$ 84) e o merlot Dórico (R$ 84). Também há chope, cervejas comuns e alguns drinks.

Sobremesas que valem as calorias: bolo de coco gelado (R$ 12) e mousse de chocolate (R$ 22).

Para pagar menos: o menu executivo, a R$ 39 por pessoa, inclui entradas como bolinho de arroz e linguiça feita na casa com geléia de cebola, picles de pepino, mostarda da casa e pão de milho e principais como polenta com ragu de cogumelo, quiabo, queijo fundido e gema curada. Outra boa opção é o arroz de polvo cozido e grelhado na brasa + picles de tomate e ervas orgânicas frescas.

Onde fica: Rua Borges Figueiredo, 82, Mooca, São Paulo.

Horário de funcionamento: terça a sexta 12h/17h; sábado e domingo 12h/17h.

Site e telefone: facebook.com/hospedariasp (11) 2291-5629.

© 2017 All rights reserved

  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS E FIQUE A PAR DE TUDO MAIS FACILMENTE!