Comida japonesa vegana? Já existe em SP, na nova unidade da rede Sushimar, nos Jardins

Por que ir: sim, no japonês Sushimar Vegano, situado nos Jardins, em São Paulo, não entra nada de origem animal. Trata-se da sétima unidade da rede Sushimar, que surgiu em Paraty, em 1990, e hoje dispõe de cinco endereços no Rio de Janeiro e um na capital paulista.

A ideia partiu da fundadora, Maria Cermelli, que há tempos parou de comer carne vermelha e volta e meia adota a dieta vegana. Para não abrir mão da culinária japonesa nesses períodos, ela passou a desafiar a equipe responsável pelo sushi bar a criar receitas livres de peixe, cream cheese e qualquer outro ingrediente do tipo.

Deu certo. Feitos com coco, pimentão e shiitake, por exemplo, os sushis satisfazem o paladar até de quem não pretende aderir à dieta.

Tem rodízio? Custa R$ 72 e é servido de segunda a sexta no jantar e, aos sábados, no almoço e no jantar. Para uma imersão completa no cardápio, é a melhor opção.

Ideal para: bater papo com um amigo - levar os pais - levar amigo gringo - ir sozinho - fazer média com aquele amigo ou parente vegano.

Leia também:

Brewsil: mais uma cervejaria artesanal em Botafogo

Já tomou gim-tônica direto de uma chopeira?

Cór Gastronomia pode mudar sua concepção de churrasco

Dica: para quem não concebe a ideia de ir a um restaurante japonês e não comer nada de peixe, convém lembrar que a poucas casas, na mesma calçada, funciona a unidade paulistana da rede Sushimar. O cardápio dessa casa é o tradicional, mas lá também dá para pedir as criações da filial vegana.

Fotos: divulgação

Melhores entradas: sem dúvida, o guioza de shiitake com cabotiá (R$ 17, quatro unidades), o tofu empanado com molho à base de shoyu e gengibre (R$ 18) e o tartare de pimentões confitados com tempurá de shissô (R$ 17).

Melhores pratos: os combinados de sushis (de R$ 29 a R$ 56, com dez, catorze ou vinte unidades) são preparados com ingredientes como coco, shiitake, pimentão, aspargos e molho pesto. Das duplas de gunkan, não deixe de provar a de gengibre com amêndoas, ligeiramente adocicada (R$ 9). Há temaki de shimeji (R$ 26), shiitake (R$ 26), misto de cogumelos (R$ 28) e califórnia (R$ 18).

O que beber: sawadee tônic, feito com gin infusionado com coco, manga, capim santo, limão e água tônica (R$ 29), e kombucha collins, união de vodka ou gin orgânico, kombucha à sua escolha e cítricos (R$ 29). São criações do mixologista Marco de la Roche.

Sobremesas que valem as calorias: harumaki de banana com sorvete (R$ 19) e tempurá gelado (R$ 22).

Para pagar menos: servido de segunda a sexta, das 12h às 15h, o almoço executivo inclui entrada (guioza de shiitake com cabotiá ou temaki de shimeji), prato principal (curry yakimeshi com furai de berinjela ao molho de missô ou combinado de sushi) e sorvete ou fruta do dia. Preço: R$ 46.

Onde fica: Alameda Campinas, 1287, Jardins, São Paulo

Horário de funcionamento: segunda a sexta 12h/15h e 19h/22h30; sábado 12h/16h e 19h/22h30.

Site e telefone: facebook.com/SushimarVegano (11) 3889-0497.

© 2017 All rights reserved

  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Instagram Icon

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS E FIQUE A PAR DE TUDO MAIS FACILMENTE!